Parasitas Interdimensionais, “Entidades Imaginárias”, Abuso Infantil e Tecnologia Avançada (por Aug Tellez)

aliensfear

Seres Etéricos Interdimensionais

Esses seres utilizam os corpos humanos emocional e mental — que são uma forma de campo constante de bio-emissão, o qual circunda o corpo físico — para coabitar e sustentar suas existências.

Esses seres podem viajar através da mídia, da informação, das ideias, ou podem transmitir-se por meio do contato entre uma fonte infectada e um organismo senciente não infectado.

A forma como esses seres se materializam se dá mediante o uso de emissores de ondas “tesla” ou escalares, que são geradores pulsantes de energia elétrica, magnética e consciencial, energia trina que o cérebro e o corpo também bombeiam para fora de si. Quando esses emissores estão suficientemente carregados, a energia da mente se torna literalmente tangível. Os pensamentos são visíveis de uma maneira ou de outra, as emoções são perceptíveis e as ideias se tornam lúcidas e interativas. Isso cria uma espécie de experiência de realidade onírica alternativa para qualquer um dentro do alcance dessas emissões.

Aqueles infectados com esses seres parasíticos serão literalmente reunidos com a materialização dos organismos sencientes, já que o código por intermédio do qual eles existem se tornará parte da “interface gráfica do usuário” desta dimensão física, materialização que ocorrerá como consequência dessa alimentação. Sem esses geradores, eles simplesmente iriam coagir o indivíduo hospedeiro por meio de emoções implantadas, visões, ideias, e diálogos internos de que o indivíduo pode ou não saber a verdadeira procedência.

Nas Bases (Subterrâneas)

As bases subterrâneas foram construídas a partir de um esforço militar para controlar e explorar o conceito que estava sendo utilizado, até então, apenas em locais e reuniões secretas (sociedades secretas), onde essas entidades eram trazidas à materialização por intermédio da emissão dessa energia escalar biologicamente gerada pelo sacrifício da vida senciente.

A tortura e o estupro de um indivíduo são uma forma de produzir essa emissão escalar usada por essas entidades para sustentarem a si mesmas e literalmente se materializarem em uma forma fisicamente perceptível neste universo. Tudo é um “código” que é renderizado1 pela consciência biológica.

1Renderizar (seg. Wikipedia): “é o processo pelo qual se obtém o produto final de um processamento digital qualquer. Este processo aplica-se essencialmente em programas de modelagem 2D e 3D (…), bem como áudio (…)”. Trata-se do processo de processamento de um código pela consciência biológica, transformando-o em uma entidade que ganha realidade neste universo de 3ª dimensão, no qual a consciência do ser senciente está mergulhada. (N. do T.)

Esses seres são apenas “códigos” e não possuem consciência biológica: eles são apenas a consciência sem o aspecto biológico.

Portanto, eles devem encontrar e colher hospedeiros, visando a coabitar em seu corpo e, consequentemente, se utilizar de seus sistemas de energia, a fim de ter alguma influência dentro deste universo.

Nessas bases subterrâneas, foram construídos geradores com capacidade de armazenar essa energia, além de produzi-la também. Assim, eles (os seres interdimensionais) podem se materializar 100% do tempo ― em certas áreas ― e a pessoa sem maiores conhecimentos acerca da natureza do universo, da consciência e da energia concluiria que essas entidades são inteiramente (100%) materiais.

Abuso Infantil

Essas (entidades) são aquelas que preferem crianças e isso porque eles preferem a fonte mais fácil (de ser apanhada) e a mais produtiva.

As crianças (quando torturadas) irão produzir mais vigor, mais medo, mais confusão, mais de todo tipo de energias pelas quais anelam esses seres, energias produzidas pela perpetração desses atos de depravação.

Isso tudo está diretamente relacionado ao círculo político de abuso infantil, de clonagem de celebridades e de preparação (de crianças) a partir de uma tenra idade, além de envolver a proteção às sociedades secretas e aos abusos rituais, incluindo todos os outros processos clandestinos que estão secretamente escondendo e sustentando esses procedimentos de enviar energia humana para parasitas interdimensionais.

As crianças também são sondadas e selecionadas em meio à população (em geral) por sua capacidade de produzir essas altas emissões escalares, capacidade que também pode ser chamada de “habilidades psíquicas” ou “emissões físicas”.

Essas são as crianças “espiritualmente roliças”, as mais procuradas e desejadas.

O termo “gasto” descreve os resultados de torturar uma criança até a morte. Todo membro proeminente da sociedade possui muitas crianças “gastas” sob seu cinturão (crianças “degustadas”). Eles se vangloriam disso, tal como se exibem cabeças de animais ou troféus esportivos visando a representar o poder e a depravação de seus donos.

As crianças são estupradas, mutiladas, e assassinadas lentamente até que estejam “gastas” (degustadas), e não haja mais energia espiritual, emocional ou biológica (em seus corpos).

Somente o tempo e (sérias) investigações irão demonstrar se 100% das vítimas eram destinadas à morte ou se geralmente morriam, ou se eles estavam apenas fazendo um jogo extraterrestre (não mundano) ou simplesmente torturando pessoas que frequentemente morriam depois por outros motivos. Eu assumiria que essas crianças usualmente morrem, mas normalmente não nos é permitido falar ou interagir com outras crianças durante todo esse processo, já que isso daria algum ponto de referência para esperança ou fé na sobrevivência, o que anularia o processo de lixiviação (das energias da vítima). Assim, minhas melhores estimativas ou suposições são que eles usualmente morrem.

Existem túmulos, esqueletos, histórias e senso comum que nos falam isso (que essas crianças “degustadas” geralmente morrem).

Se eles estão dispostos a percorrer estas extensões para participar nesse sistema … que tipo de indivíduo iria parar ali? Eles usariam a fraude (dizendo) que tudo se trata apenas de um jogo e que ninguém é “ferido” na realidade. No entanto, as pessoas simplesmente são “aterrorizadas” (quando) em corpos clonados e/ou sexualmente torturadas como crianças, somente porque “elas” (as entidades) apreciam isso.

Isso é o que será apresentado à população, e aqueles que recusarem (“o cardápio”) serão taxados como inimigos do Estado se isso tudo não for impedido.

As pessoas que fazem isso venderam sua própria humanidade. Em grande parte, a partir do processo de coabitação (com parasitas interdimensionais), eles não seriam considerados humanos por qualquer termo de definição científica ou espiritual. Eles são primariamente a própria entidade. Suas decisões são aquelas da entidade, seus movimentos, pensamentos, percepções são todos pertencentes à entidade. A porção humana não toma decisões. Não as toma à luz do sol: eles são primariamente a entidade.

Há a promessa de que haverá um teste produzido para determinar isso no futuro. Esse fato, como você pode ver, mudará completamente este mundo para sempre.

Sim, as pessoas que abusam de crianças são “possuídas” (habitadas) pelo que se poderia chamar de entidades demoníacas, mas não seriam classificadas como a mesma coisa.

Da mesma forma, eles irão clamar inocência alegando que “não fizemos isso, as entidades fizeram”. Assim, eles irão tentar infectar a população visando a criar o caos, como eles têm feito, como um último esforço para evitar a perseguição. As entidades, como os porcos hospedeiros dos contos antigos, tentarão finalmente destruir todas as provas e quaisquer sinais de si mesmas depois de terem sido descobertas, visando a evitar a perseguição. Essa seria a assim chamada completa e absoluta aniquilação do mundo como o conhecemos hoje. Eles concordariam em destruir o planeta inteiro e esperar no “astral” até que outra espécie surja, somente para evitar a perseguição.

E se você perceber o que elas são, esta é a opção mais inteligente do que deixar os seres humanos descobrirem o que está acontecendo. Essa é a razão de tudo isso ser tão sério, e tão importante de saber. As pessoas não têm qualquer compreensão do que é o mal até que elas deparam com isso. E sim, existe uma base na Antártica.

Seja confiante, espiritualmente forte, e auto-consciente em meio a toda essa desarmonia, que será isso que nos protegerá mais, matando de fome o parasita.

A humanidade, em geral, tem hospedado esses parasitas há milênios, e um grupo específico de pessoas no poder se utilizou desse processo para gerar medo e ilusões, com vistas a controlar as populações. Alguns acreditam que se trata de um processo útil, capaz de criar um mundo de paz; no entanto, esse não tem sido o resultado de abrigar esses parasitas que somente buscam poder e, assim, irão aceitar a emissão de energia escalar tanto por meio de violência quanto por qualquer outro meio.

Emissões elevadas

Esses parasitas não podem se abrigar em um sistema de energia que produz emissões escalares por meio de atos de fortalecimento de cura, harmonia, autoconsciência, amor, unidade, auto-observação ou outros atos e eventos caracteristicamente de alta ‘vibração’ (na escala emocional). Isso porque sua natureza central não se alinha a essas vibrações; seu “código” é baseado nos parâmetros de variáveis que somente existem dentro de constructos de baixas emoções. Isso porque as experiências emocionais de baixas frequências irão produzir excesso de energia, porque são uma reação instintiva do corpo emocional de “atacar ou fugir” ― e, como suar ou gritar, eles vão despender o excesso de energia, a fim de sustentar um objetivo particular de segurança ou homeostase. Seria como um carro queimando combustível, de forma ineficiente, para subir uma colina, ou uma pessoa tremendo (de frio) para se aquecer.

Esses parasitas requerem um excesso de energia, não uma fonte completa e unificada, já que isso não é suficiente para que eles sustentem a si mesmos, bem como o indivíduo hospedeiro. Ademais, a própria natureza do ato parasitário é obter mais e mais energia para si, já que são egoístas ― e o ato de ser parasita é egoísta em si mesmo.

Então, eles perseguem as experiências como a uma droga ou a uma refeição quente, do menor denominador comum, que produz as respostas emocionais mais baixas. Essas respostas emocionais são obtidas das experiências que produzem mais medo, luxúria, vício, dor, sofrimento, esquecimento, despreocupação (apatia), egoísmo, auto-aniquilação, destruição, violência, estupro, assassinato, engano, astúcia, arremedo, sátira, zombaria, covardia, e todos os elementos espiritualmente mortíferos das frequências destrutivas que distorcem, difamam e desalinham a energia, a mente e a personalidade ― cujo estado natural são inteireza e unificação ― do ser humano sensível e espiritualmente autoconsciente.

Entidades Sexualmente Transmitidas

Atos sexuais, depravação, ou simplesmente estar muito perto de uma pessoa que exibe a infecção por essas entidades parasíticas são algumas das formas de transferência do “código” desses seres de um indivíduo para dentro do constructo mental e emocional de outro indivíduo.

O orgasmo é visto como como um pico de produção dessa energia a ser sifonada e incorporada no processo de parasitismo.

 

Cerimônia e Ritual

Muitas cerimônias e rituais — seja no âmbito das religiões tradicionais ou em outros contextos — são, na realidade, atos encobertos de infecção, comunicação ou alimentação energética para essas entidades parasitárias.

Isso inclui comer o corpo, beber o sangue e outros fluidos corporais.

Sinais e símbolos, cultos e adorações são usados como uma espécie de método de comunicação interdimensional alimentado pela consciência. Certas formas e símbolos, quando delineados pela mente, são alimentados e ativados pela consciência do indivíduo. Por exemplo, certos símbolos relacionados a certos reinos, planetas ou ideias são usados em rituais ou expostos publicamente por toda a sociedade e, quando a pessoa sente as intenções e emoções e vê esses símbolos, está literalmente se conectando através do espaço subquântico e enviando seus pensamentos e energias à fonte ou ao destino relacionado àquele símbolo.

Seres hospedeiros que estão infectados conceberam esses símbolos nos primórdios dos tempos, ou sob a influência das entidades, e as entidades podem “mapear” uma área nas mentes de uma população inteira que esteja infectada. A população infectada cultua esses símbolos bem como suas vítimas são colocadas para inconscientemente cultuá-los, saudá-los, rezar, consumar, consumir ou apreciar a violência ou qualquer outro ato de depravação quando submetidos à visão ou quando se referem a esses símbolos, e, assim, tudo isso atua como uma “rede de energia” para esses seres parasíticos, que existem nas energias imaginativas, as bio-emissões dos hospedeiros infectados.

O universo mantém a existência dessas camadas também. Assim, quando as pessoas deixam o plano físico, elas podem permanecer ainda sob alcance desses seres se esses símbolos e frequências estão implantados em suas mentes e imaginação. Se a impressão desses símbolos ocorrer mediante trauma ou por força de tamanha repetição e adoração de forma a modificar completamente o espectro psíquico e emocional, então, existem efeitos genéticos permanentes. Dessa forma, a energia da alma da pessoa é modificada e isso é impresso no seu corpo imaterial, que existe para além do plano físico.

Por intermédio disso, esses seres criaram uma “falsa vida após a morte”, na qual perseguem e atacam os corpos espirituais da humanidade.

A única maneira de parar isso é dar um “curto-circuito” no processo de alimentação da energia espiritual, emocional e mental nessas redes simbólicas e nesses caminhos neurais. Essa civilização inteira e os reinos circundantes estão infestados, e este é um grande terreno de alimentação onde os seres humanos são fisicamente estuprados, molestados, torturados e psicologicamente escravizados e abusados por seres hospedeiros; as camadas espirituais do universo estão infestadas, e o corpo espiritual dos seres humanos é atacado por esses seres parasitas espirituais que são energéticos ou imaginativos por natureza.

Eles (esses seres parasíticos) não podem acessar o reino físico sem contar com um hospedeiro físico; então, eles são considerados “imaginativos” porque são simplesmente “etéricos”, e eles entram através da imaginação, da mente.

Ao terem suas mentes “limpadas” (apagamento da memória no processo de morte) por meio de tecnologia avançada, os seres humanos são obrigados a entrar em um ciclo que os faz nascer, serem cultivados em função da obtenção de sua energia, morrer e serem reenviados diretamente de volta para o mesmo reino. Esta é a visão geral da dimensão superior do “uso” da raça humana até que toda a sua energia tenha desaparecido.

 

Morte e Doença, Manipulação Genética

Foi descrito que, sem esse sistema de escravidão, a morte em si não estaria presente da mesma forma (que conhecemos hoje), e que a doença e a longevidade não seriam a mesma coisa. Os seres humanos teriam energia espiritual suficiente para manter seus corpos vivos quase que indefinidamente, já que isso se trata de uma simples questão de programar os telômeros, o metabolismo, o DNA mitocondrial, o RNA, e o circuito energético geral do corpo, habilidades que são mantidas desativadas por comidas, hábitos e atividades inapropriadas, assim como sistemas de crenças danosos ao espírito. As pessoas são literalmente escravos físicos e mentais desses parasitas, e isso tem o mesmo efeito que a malformação da vida e do prazer de viver, tal como os frangos crescem em uma fazenda-fábrica sem poderem se movimentar, usando antibióticos para estancar infecções provenientes do seu corpo morto, e sendo cevados e completamente deformados pelo processo de engorda.

O ego, o espírito e as emoções ficam obesas em virtude da carne. As pessoas estão famintas, elas estão emocionalmente ultra-sensíveis e altamente egoístas, ainda que elas não tenham qualquer poder individual ou auto-respeito. Essa é a mesma situação nas fazendas industriais de frangos. O corpo espiritual está morrendo, e esse é o resultado.

 

Naves Eletrogravíticas e Sítios Antigos (energia de vórtex e sacrificial)

Essas são as “criaturas” do folclore, as criaturas retratadas como tendo aparecido às civilizações antigas. Essas criaturas são retratadas por certas religiões e culturas.

Essas criaturas teriam guiado seus hospedeiros para sítios antigos onde havia vórtex de energia que seria capaz de produzir as mesmas emissões de ondas escalares que uma pessoa em um estado elevado de consciência espiritual ou emocional produziria, e eles fariam atos de sacrifício e depravação, tortura, sexo, assassinato, de modo a alimentar esse processo de materialização dos seres pertencentes a esse reino energético etérico “imaginativo” dentro e em torno dos humanos e da Terra.

As naves eletrogravíticas que foram desenvolvidas (então) são, agora, capazes de atuar como produtoras de vórtex de energia. Esses geradores toroidais e não-toroidais (parcialmente conhecidos desse escritor) são capazes de produzir os mesmos campos de emissões de ondas escalares que são produzidos em níveis muito menores pelo corpo (humano), e produziram campos vórtex de alta energia em torno do planeta, em locais sagrados, e por atos de rituais mágicos de depravação ou tortura.

Essas naves então apareceriam alto em um sítio, uma localidade em uma antiga civilização, uma residência de uma pessoa socialmente poderosa, uma área de avistamentos massivos, e elas lançariam, então, raios dessa energia de emissão escalar que permitiriam a essas entidades se materializarem nessa área em particular.

Essa foi a maneira como o processo mudou desde tempos antigos até hoje. Da mesma forma, essas naves, quando operadas corretamente, podem se deslocar através do tempo e influenciar o passado, e eles já tem feito isso.

Foi descrito que essas entidades operaram essas naves que receberam dos humanos hospedeiros, os quais venderam a raça humana apenas para tirar proveito da diversão de participar nesses atos de depravação.

Esses humanos são postos a serem “usados”, e são meramente empregados como conchas hospedeiras dessas entidades parasíticas e suas ações e decisões são para ajudar a eles próprios por intermédio desses seres, até o limite de que o sacrifício de toda a raça humana seja uma ameaça a todo organismo senciente que já tenha existido algum dia em todos os planetas, dimensões, reinos, e ambientes planetários holográficos locais neste universo energético.

 

Agentes Operacionais

Agentes operacionais que foram pegos como prisioneiros de guerra são frequentemente colocados sob um processo de abuso como uma tentativa de infectá-los, e de introduzir os códigos das entidades no seus constructos energéticos.

Existem métodos de remoção e resistência contra essa infecção e isso tem sido desenvolvido como resultado daqueles que foram preparados para proteger a humanidade.

Certas linhagens (raças humanas) características são mais resistentes e outras são mais facilmente coagidas.

 

O “Astral”

Isso é como manifestar criaturas do reino “astral”, entretanto, com algumas leves diferenças. O astral é descrito como uma camada paralela, tecnologicamente produzida, que os hospedeiros geraram como um resultado do curso do processo por milhares de anos. Uma vez parado o processo, essa camada do universo será, então, desconectada e dissolvida, e não haverá mais acesso desse plano astral ou para esse plano.

Elas (essas entidades) requerem energia para existir fora desses sistemas geradores, e existe um plano para ativar esses sistemas geradores pelo planeta inteiro.

Solar Warden” (Guarda Solar)

Existe uma resistência, um time capaz de reverter os efeitos, de oferecer proteção. Essa é uma operação silenciosa. Algumas tripulações originais foram comprometidas. Existe uma resistência continuada.

Compartilhe este conhecimento se você tenciona evitar isso.

——

Post Original / Original PostInterdimensional Parasites, The “Imaginary Entities”, Child Abuse and Advanced Technology — Underground Bases DNA Activation The Unveiling – Posted on February 9, 2017

——

Observação:

Aceitamos colaboração para tradução dos textos de Aug Telez. Ainda, se você discordar da tradução ou tiver alguma observação ou correção a fazer, por favor, entre em contato.
We accept collaboration for the translation of Aug Telez texts. Also, if you disagree with the translation or have any comments or corrections to make, please contact us.
aletheia2017@vivaldi.net
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s